Criando uma máquina virtual no Linux com o MacOS usando o QEMU/KVM


 

Obs: Pra esse tutorial você não precisa ter um Mac

Através dessa matéria vou mostrar como virtualizar o sistema da Apple MacOS na sua distribuição Linux, e para isso vou utilizar o qemu.

Os pacotes necessários para essa instalação são o qemu na versão 3.1 ou posterior, o python3, o pip e os módulos do KVM precisam estar habilitados. 

Caso não tenha o qemu instalado, segue alguns exemplos para instalar em diferentes distribuições:

Ubuntu, Debian, Mint, e PopOS:

sudo apt-get install qemu-system qemu-utils python3 python3-pip  

Archlinx, Majaro e derivados:

sudo pacman -S qemu python python-pip python-wheel  

Para Void Linux:

sudo xbps-install -Su qemu python3 python3-pip  

Para o openSUSE Tumbleweed:

sudo zypper in qemu-tools qemu-kvm qemu-x86 qemu-audio-pa python3-pip 

Fedora:

sudo dnf install qemu qemu-img python3 python3-pip 

Gentoo, Sabayon e derivados: 

sudo emerge -a qemu python:3.4 pip 

Passo 1

Agora faça o  Download do pacote:  Instalacao-MacOS-qemu-KVM.zip

Então descompacte o arquivo clicando com o botão direito do mouse e indo em extrair. Agora abra o terminal e navegue pelo usando o comando CD até essa pasta descompactada para começarmos o Download do sistema base para a instalação.

Passo 2

Agora execute um script para baixar a mídia de instalação do MacOS, escolhendo qual versão deseja baixar pra virtualizar, usando o comando:

./jumpstart.sh --mojave    #(caso queira virtualizar outro MacOS basta susbstituir após os -- pelo nome que desejar, seja --high-sierra, --mojave ou --catalina)

Observação: Se você já tiver baixado a BaseSystem.img pode ignorar esse passo . Mas se tiver a BaseSystem.dmg, precisará convertê-lo com a ferramenta dmg2img.

Passo 3

Agora crie um disco rígido vazio usando qemu-img, alterando o nome e o tamanho de acordo com sua preferência:

qemu-img create -f qcow2 MacOS.qcow2 64G #(pode colocar outro nome nessa parte azul, sendo Catalina, Mojave, Hakintosh, vai da sua preferência)

Passo 4

Agora encontre na pasta Instalacao-MacOS-qemu-KVM que você descompactou o script basic.sh, abra o mesmo pelo gestor de arquivos, ou pelo terminal usando o comando nano basic.sh  e adicione essas duas linhas no final do mesmo:

-drive id=SystemDisk,if=none,file=MacOS.qcow2 \     

-device ide-hd,bus=sata.4,drive=SystemDisk \ 

Substitua  MacOS.qcow2 pelo nome que você usou na criação do arquivo .qcow2

Agora chegou a vez de executar esse script para iniciar a instalação, vá pelo terminal e execute

./basic.sh

Dessa maneira vai abrir uma janela para  inciar a instalação do MacOS, entre no particionamento de disco, formate a parte partição virtual de 64 gigas e prossiga com a instalação.


 

Toda vez que você for abrir o MacOS é só entrar nessa pasta Instalacao-MacOS-qemu-KVM pelo terminal e executar o script ./basic.sh que a máquina vai iniciar normalmente. Mas se quiser usar a interface do Virt Maneger, pra acessar sua máquina virtual, basta digitar o comando  sudo ./make.sh --add e então a máquina virtual do MacOS vai aparecer no menu do programa.

 

E então será necessário localizar o arquivo qcw2 onde esta instalado o MacOS. Indo no segundo botão ao lado do botão que é um pequeno monitor, clique em adicionar Hardware, e na janela que abrir clique em selecionar ou criar armazenamento personalizado, depois gerenciar, vá na pasta Instalacao-MacOS-qemu-KVM e escolha o arquivo MacOS.qcow2 que está com o MacOS instalado, conforme na imagem abaixo:

 


E pronto, já vai conseguir executar o MacOS pelo Virt Manager.

Caso você ache esse tutorial difícil, tenho um outro aqui no blog mais fácil através do Sosumi, sendo bem mais fácil de executar, e estou pensando em fazer um vídeo lá no canal RikerLinux sobre isso, caso deseje esse vídeo comente aqui, que eu preparo pra explicar melhor essa instalação.

Espero que essa matéria tenha lhe ajudado, deixei aqui um comentário se funcionou ou não e se surgiu alguma dificuldade no caminho. 

E... até a próxima!


Postar um comentário

0 Comentários