Origem do Fedora: O Repositório que virou um sistema Linux


Linux Fedora, se trata de uma distribuição, um sistema que contém o Kernel Linux, sendo mantido por uma comunidade denominada projeto fedora. 


Sua primeira versão data de 05 de novembro de 2003, e a principio era conhecido como Fedora Core, mantendo esse nome até a versão 7 do sistema.


Tudo começou quando a Red Hat, percebeu que a parte mais lucrativa no mundo do software livre, não se tratava na venda, e sim no suporte que poderia ser oferecido a empresas, pois as pessoas não comprariam um novo sistema operacional de ano em ano. Foi nesse momento que decidiram descontinuar o Red Hat para desktops comuns, prosseguindo apenas com as soluções empresariais. 


A Red Hat em poucos anos a conquistou clientes em potenciais que alavancaram o patamar da empresa, de uma micro para uma companhia que estava em lugares antes inimagináveis como a bolsa de valores de Nova York e a do Japão por exemplo.


No momento que a empresa decidiu descontinuar sua versão de desktop número 9 para o usuário comum, porém decidiram não deixar esses mesmos usuários totalmente órfãos. 


Com intuito de criar um projeto que não se tratasse apenas de uma distribuição Linux, mas que contribuísse muito além no desenvolvimento do software livre, a Red Hat entrou em contato com Warren Togami da universidade de Hawaii, nos EUA, que havia criado um repositório de pacotes rpm, similar ao EPEL, um conjunto de pacotes extras que existe para Red Hat (semelhante aos atuais rpm fusion e nonfree do Fedora). Sendo o nome desse repositório, Fedora. Nesse momento surgia o projeto Fedora. 


Dentre algumas características ou lemas desse projeto, se destacam os lançamentos a cada 6 meses de uma nova versão do sistema contendo as últimas tecnologias do mundo open source, recebendo como testes para aprimoramentos que vão integrar as próximas versões do Red Hat. Que por sua vez serão re-compiladas para o CentOS. 


Atualmente o Fedora possui versões que chegam ao público a cada 6 meses, possuindo sua versão principal com a interface gráfica Gnome, porém o projeto possui versões do sistema com outras interfaces gráficas, denominado Fedora spins, e também existe o Fedora voltado para alguns ramos profissionais específicos, denominado Fedora labs.


Já conhecia a origem do Fedora? Se não, comente a sua opinião e se já usou ou pretende testar esse sistema.


Fontes:

Wiki, Canal RikerLinux

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Estou usando o fedora 32 workstation e estou adorando o sistema me atende em todos os requisitos não trava facíl de instalar e usa estão de parabéns

    ResponderExcluir