Quando descobri o Linux e ele mudou a minha visão sobre a tecnologia

Falar quando eu tive contato com Linux, parei por um bom tempo e pensei quando foi a primeira vez que ouvi dizer a palavra Linux na vida, e foi a muito tempo mesmo 😅.





Não lembro a série em que eu estava, mas creio que tinha uns 8 anos mais ou menos e acho que era os findados anos de 1996 creio eu, e um colega de classe que era um entusiasta de tecnologia (que hoje em dia tem um cargo de responsa em uma multinacional) me falou de um tal de "Linux" e que você teria liberdade para mexer e modificar o sistema. Depois desse dia nunca mais tinha ouvido falar desse tal de "Linux".

Pulamos para o ano de 2008, ano este que comecei de fato a trabalhar no mundo da informática, começando em uma assistência técnica de informatica  aqui da minha cidade, quando um dos técnicos me reapresentou novamente o Linux, agora pelo saudoso Kurumim, distro brasileira feita pelo Carlos Morimoto, muito boa por sinal para a época.

Depois fui apresentando ao Ubuntu, que na época era a versão 8.04 LTS e que baixei várias vezes para "queimar" nos CD/DVDs, usando muito o modo live para fazer backups dos arquivos de clientes, quando o Windows dava algum problema ou algo do tipo.

Já no ano seguinte comecei usar o Ubuntu 8.04 LTS em dualboot, acho que era o Win7 ou o WinXP não me lembro 😅, e assim comecei a descobrir como o mundo Linux poderia ser uma boa escolha para mim. Lembro também de pedir os discos para a Canonical e ela me enviando por navio na época, com a minha mãe não sabendo o que era aquilo  😅 😅.

Ai depois foi só aumentando a minha vontade de utilizar Linux, ainda mais quando entrei na faculdade para fazer Tecnólogo em Redes de Computadores (no que sou formado) e sempre tendo o incentivo inteligente dos professores, mostrando todos as vantagens e desvantagens de usar e tudo mais.

E cá estou eu em 2020, ajudando no projeto do Diolinux e do Rikerlinux como redator além de ter o meu canal e blog que abordo um pouco também tecnologias em geral e dicas.

Espero você até uma próxima e forte abraço.

Postar um comentário

0 Comentários