Pop! _OS vs Ubuntu: Qual sistema usar?



Pode ser até "fácil" escolher um sistema da lista das melhores distribuições Linux disponíveis atualmente, ou das mais fáceis de usar. No entanto, muitas vezes se torna confuso comparar duas distribuições semelhantes, como por exemplo Pop! _OS e Ubuntu, na hora de escolher uma para usar.

Primeiro temos que notar as diferenças entre ambos, ver qual nos atende melhor, e levando em consideração que o Pop! _OS é baseado no Ubuntu. Então, qual seria a diferença entre ele e o próprio Ubuntu?

Através dessa matéria, vamos fazer umas comparações entre o Pop! _OS e o Ubuntu para lhe ajudar na escolha, caso em algum momento a dúvida venha até você.

Detectar a semelhança ajuda a distinguir outras diferenças. Então, deixe-me começar a anotar algumas das semelhanças óbvias.

Como eu mencionei, o Pop! _OS é uma distribuição Linux baseada no Ubuntu. Então, você obtém todos os benefícios de usar o Ubuntu (tecnicamente a mesma coisa em sua essência) usando o Pop! _OS.

Ambos possuem o ambiente GNOME como área de trabalho por padrão e, por isso, apresentam a interface de usuário semelhante entre si.

Agora vamos destacar algumas diferenças importantes aqui.

Para muitos, o Pop! _OS se trata apenas de um Ubuntu com aparência diferente. Mas pelas pesquisas que fiz, percebi que não é totalmente verdade.


Verdade que ambos utilizam a interface Gnome como área de trabalho principal - no entanto, o Pop! _OS parece possuir uma versão do Gnome mais polido.

Além da aparência, o Ubuntu personaliza a experiência do Gnome Shell adicionando um dock e mais alguns efeitos, tentando deixar um pouco mais próximo da experiência que tínhamos com o Unity. Que foi descontinuado para o desenvolvimento do Unity 8, que posteriormente foi abandonado devido ao corte de custos por parte da Canonical, projeto que hoje é mantido pela comunidade UBports com o nome de Lomiri. Caso você prefira uma experiência mais personalizada do Gnome, vai preferir o Shell do Ubuntu.


A primeira vista pude notar que no esquema geral de cores, os ícones e o tema do Pop! _OS são sem dúvida mais agradáveis e como uma experiência superior para o usuário, do que no Shell entregue pela Canonical no Ubuntu. Porém isso pode ser uma questão de gosto, e você pode ter uma opinião diferente na minha quanto a esse quesito.

Facilidade de instalar aplicativos de terceiros

O Ubuntu tem colocado ênfase nos pacotes Snap, tentando diminuir a fragmentação na instalação de programas do Linux, remando contra a maré de muitos outros sistemas que adotam os flatpacks. Porém os Snaps também aumentaram muito o número de aplicativos disponíveis para o Ubuntu.

Mas nem tudo são flores, existem alguns problemas com os pacotes Snap. A começar por eles ocuparem muito espaço no disco e demorarem muito tempo para iniciar.

Acaba se tornando melhor utilizar a versão APT de qualquer aplicativo. Mas por que estou lhe falando isso?


Como o Pop! _OS possui seu próprio PPA oficial, que vem ativado por padrão. Você encontrará alguns aplicativos úteis como o Android Studio, e o TensorFlow. Podendo usar o apt-get install para obter essas ferramentas. 

Obvio que você também pode usar o mesmo PPA em um Ubuntu comum e tirar proveito dele.

Aplicativos pré-instalados

Pode não ser o melhor dos mundos para alguns, mas ter muitos aplicativos pré-instalados pode afetar a experiência e o desempenho. Mesmo que isso não afete o desempenho - alguns usuários preferem menos aplicativos pré-instalados.

O Pop! _OS vem com menos aplicativos padrão, a não ser que você instale o Ubuntu minimal e decida o que quer ou não no seu sistema.

Suporte para Snap Package

Para usuários confortáveis ​​com os pacotes de snap, a central de Programas do Ubuntu é uma solução um pouco melhor do que a loja do Pop! _OS, porque você pode ter pacotes de snap listados diretamente na sua central de Programas.

Você não pode filtrar os pacotes de snap na central de programas, mas será mais fácil instalar um pacote de snap quando você encontrar um (veja os detalhes da fonte do aplicativo como ‘Loja de snap‘ / ‘Snapcraft‘) na Central de Programas.

O Pop! _OS também suporta pacotes de snap - se você estiver confuso. Mas você não os encontrará na própria loja Pop! _OS, essa é a única diferença aqui.

Arquivo ISO NVIDIA / AMD separados


Eis um fator que causa confusão em alguns usuários, portanto, vale ressaltar que o Pop! _OS fornece ISOs separadas. Uma para os sistemas com placas gráficas NVIDIA e outra para sistemas com ou sem gráficos AMD.

Com o Ubuntu 19.10, você obtém drivers da NVIDIA diretamente na ISO do Ubuntu, mas não existe isso quando tratamos dos gráficos da AMD.

Confiabilidade e problemas

Inquestionavelmente, ambas as distribuições são amigáveis ​​para iniciantes e bastante confiáveis. E claro que convém manter uma versão LTS (Suporte a Longo Prazo) caso deseje maior confiabilidade e menos problemas.

Quando uma nova versão do Ubuntu é lançada, o Pop! _OS trabalha e potencialmente, corrige os problemas que os usuários encontraram na versão original do Ubuntu antes de disponibilizar a nova atualização.

Isso lhes dá uma pequena vantagem, mas isso não é substancial, porque essas correções depois chegam ao Ubuntu.

Desempenho

O desempenho dependerá muito do que você instalou e da configuração de hardware em que o instalou.

A menos que você tenha um sistema muito antigo, ambas as distribuições parecem ter um desempenho muito bom.

Obvio, você pode fazer manualmente alguns ajustes de otimização para atender as suas necessidades.

Compatibilidade de hardware

Definitivamente, isso é algo a considerar ao comparar outras distribuições Linux. No entanto, neste caso, não há realmente nenhuma diferença significativa.

O Pop! _OS possui ajustes personalizados para se adequar à sua própria gama de laptops e desktops Linux. Se você possui uma máquina System76, o Pop! _OS deve ser definitivamente a sua escolha.

O Ubuntu é uma distribuição não centrada em hardware. Pop! _OS, por outro lado, é uma distribuição personalizada para o hardware System76.

Sei que não é fácil escolher uma das duas populares distribuições Linux sem experimentá-las. Se for possível, recomendamos que você experimente os dois sistemas, mantendo essa comparação como referência.

Qual é a sua escolha entre esses dois? Perdi alguma coisa na comparação? Deixe-me saber a sua opinião nos comentários abaixo.

Essa matéria foi baseada na matéria do Itsfoss na qual fiz algumas adaptações, a matéria original em inglês está disponível nesse link.

Siga nossas redes sociais!

Entre no grupo RikerLinux no Telegram
Canal de notícias no telegram
Siga o RikerLinux no Instagram: @RikerLinux 
Siga o RikerLinux no Twitter: @RikerLinux

Postar um comentário

1 Comentários