Microsoft Edge chagando para Linux nas próximas semanas


Ao que tudo indica o navegador da Microsoft que agora é baseado no projeto de código aberto Chromium, está para aterrisar nas plataformas Linux, e isso tem a ver com planejamentos divulgados pela empresa para as próximas semanas, o que inclui:
  • disponibilidade do Navegador Edge para Linux;
  • suporte para leitura em voz alta de arquivos PDF;
  • além opção de manter cookies específicos ao optar por limpar os dados de navegação;
  • e uma opção para adicionar um botão de compartilhamento à barra de ferramentas, entre outros.
Como já vem sendo abordado por alguns Portais de tecnologia, a Microsoft busca abocanhar uma fatia de mercado, que hoje está nas mãos do Firefox, chegando ao segundo lugar no mercado de Browsers. E para quem já liderou por anos esse nixo de mercado com o Internet Explorer, não é de se estranhar que a empresa queira entregar uma solução melhor para retomar tal mercado hoje liderado pela Google.

Não podemos esquecer que a dominância do mercado de Browsers ajudou a Google a dominar também o mercado de buscadores. Coisa que a Microsoft não está conseguindo fazer com a sua própria solução chamada Bing, que ainda não emplacou da maneira que a empresa espera. E um Browser de sucesso da companhia poderia lhe ajudar nesse quesito. 

Disponibilizando seu navegador para Linux, a empresa completa a entrega do seu Browser para as diversas plataformas disponíveis, já estando presente para MacOS, Windows, Android e IOS, deixando a cargo do usuário testar e gostar ou não do mesmo.

Creio que por mais que os usuários Linux, possam não ser tão fãs da Microsoft(Por ser uma grande incentivadora do código fechado até pouco tempo), se a empresa entregar um navegador digno, não deve sofrer preconceito por parte dos amantes de tecnologia, apenas daqueles que são intolerantes ao software de código fechado e a gigante de Redmond.

E você, já testou ou pretende testar o navegador da Microsoft? Deixe qui o seu comentário.

Fonte: Microsoft

Postar um comentário

0 Comentários