Melhore sua Virtualização no Linux com o Virt-Manager usando QEMU/KVM




A virtualização têm sido um recurso cada vez mais explorado pelos profissionais de TI, que através dela conseguem executar diversos sistemas Operacionais tanto para fins de testes, computação em nuvem entre outros, permitindo compartilhar recursos de uma maquina para executar diversos sistemas operacionais.


Para trabalhar com virtualização, temos diversas opções como o Virtualbox, Vmware e o Hyper-V da Microsoft. E hoje venho abordar sobre uma excelente opção opensource chamada Virt-manager, talvez menos conhecida porém não com menos recursos, preferida por muitos usuários Linux e profissionais de TI, por  conseguir utilizar melhor os recursos do Hardware na virtualização em muitos casos.

Instalação no Fedora

Para instalar o Virt-manager no Fedora, será necessário instalar o grupo de virtualização com os seguintes comandos:

sudo dnf install @virtualization

E para que o Virt-manager funcione é necessário ativar o libvirt com os seguintes comandos:

systemctl start libvirtd

Para ativar o libvirt automaticamente durante o boot basta inserir esses comandos:

systemctl enable libvirt-guests.service

Instalando no Debian, Ubuntu e derivados

Caso utilize distribuições derivadas do Debian, utilize os seguintes comandos: 

apt-get install kvm libvirt-bin virtinst virt-top

Para iniciar o serviço repita esses comandos:

systemctl start libvirtd

E novamente para ativar o libvirt automaticamente durante o boot basta inserir esses comandos:

systemctl enable libvirt-guests.service

Desta forma conseguirá executar máquinas virtuais tirando maior proveito do hardware, e se precisar gravar a tela da mesma, e ela estiver travando com o OBS Studio, use o Simple Screen recorder que usa menos recursos e dificilmente vai travar a sua máquina.



Espero que tenha lhe ajudado, se tiver alguma dica complementar, pode deixar aqui nos comentários.

Postar um comentário

0 Comentários